HOMENS TAMBÉM DEVEM CUIDAR DA SAÚDE

Share on Facebook

No dia 15 de julho, é comemorado o Dia Nacional do Homem, data que tem como objetivo chamar a atenção para diversas questões relacionadas ao sexo masculino e, principalmente, reforçar a importância do cuidado com a saúde.

Tradicionalmente, os homens procuram muito menos os serviços médicos do que as mulheres. Isso se deve a diversos aspectos: falta de tempo, de informação, medo, preconceito, entre muitos outros motivos. “As mulheres, desde muito cedo, iniciam acompanhamento com ginecologista, especialista que passa a ser referência ao longo da vida. Os homens, infelizmente, não têm esse costume e muitas vezes só vão ao médico diante do aparecimento de algum sintoma, quando pode ser tarde para um tratamento eficaz” – afirma Dr. Wagner Brant, oncologista do CQAI.

Além do fator genético, muitas doenças estão relacionadas a hábitos de vida saudáveis e podem ser prevenidas ou controladas, como as doenças cardiovasculares, alguns tipos de câncer, diabetes e DST’s. “Fazer acompanhamento com especialistas pelo menos uma vez ao ano é fundamental. Exames como aferir pressão, medição de glicose e exames específicos devem fazer parte da rotina dos homens”  – lembra Dr. … Além disso, a partir dos 50 anos, é preciso fazer acompanhamento anual com urologista. Lembrando, que o acompanhamento pode ser iniciado antes, aos 40 anos, quando há histórico familiar de câncer de próstata.

CÂNCER EM HOMENS

De acordo com as últimas estatísticas do Instituto Nacional do Câncer (INCA), são mais de 150 mil novos casos previstos para homens. O câncer de próstata é o mais incidente, sendo esperados 61.200 novos casos da doença no Brasil e, segundo a última estimativa mundial, um milhão de novos casos para essa neoplasia. É considerado o segundo mais comum na população masculina em todo o mundo*.

A idade é um fator de risco importante, já que é uma doença mais comum a partir dos 65 anos. “Casos em pessoas mais jovens podem aparecer, porém são mais raros e geralmente estão relacionados ao histórico familiar” – diz Dr. Brant. De maneira geral, é uma doença com bom prognóstico e grandes possibilidades de cura. A prevenção está relacionada principalmente a hábitos de vida saudáveis, como alimentação equilibrada, atividade física, não fumar e manter o peso adequado.

 SINTOMAS CÂNCER DE PRÓSTATA

Os sintomas mais comuns da doença estão relacionados a alterações urinárias, como: necessidade de urinar com urgência e em intervalos menores, sensação de não esvaziar a bexiga completamente, presença de sangue na urina; dor óssea e fraqueza. No entanto, a  ausência de sintomas não invalida a necessidade de acompanhamento médico anual, pois muitas vezes esses sintomas aparecem quando a doença já está em fase mais avançada. A partir dos 50 anos, todo homem deve iniciar o acompanhamento anual com um urologista. De acordo com Dr. Wagner Brant, “a necessidade de realizar exames específicos, como dosagem de PSA e toque retal, deve ser avaliada individualmente pelo médico especialista”.

As informações contidas nesta página possuem caráter informativo e não substituem a consulta médica. Consulte sempre o seu médico para outras informações. Atualizado em 14/07/2017